Eventos

  • 02 Jul

    Uma mensagem especial para você

    Existem experiências de vida que definem ela própria. Dividem o “antes” do “depois”. Estas experiências, diferentes de muitas outras, a gente carrega juntinho do coração, junto com outras tão especiais que se tornam lendárias, históricas, permanentes. Gravam na alma. Pois é de uma destas oportunidades que me refiro. Leia Mais


  • 05 Mar

    Cursos de PNL – 1ª edição/2013

    No dia 1º de Abril de 2013 iniciaremos os cursos de Formação em Programação Neurolinguística (PNL), primeiro semestre 2013. Os encontros acontecerão sempre à noite, das 19:30h às 22:30h, sob a condução do Dr. Nelson Spritzer, na sede do Grupo Dolphin, em Porto Alegre.

    As matrículas já estão abertas:

    Curso PNL Practitioner – nível básico. Inicia em 1º de abril, sempre nas segundas feiras. Saiba mais sobre o curso aqui.

    Curso PNL Master Practitioner – nível intermediário. Inicia em 02 de abril, sempre nas terças-feiras. Saiba mais sobre o curso aqui.

    Curso PNL Trainer – nível avançado. Terá sua primeira reunião no dia 04 de abril. Saiba mais sobre o curso aqui.

    Entre em contato conosco para mais informações. Clique aqui.


  • 04 Ago

    Cursos de PNL – 2ª edição/2012

    Estão abertas as matrículas dos cursos de Formação em Programação Neurolinguística (PNL) para as edições do segundo semestre de 2012:

    Em 08 de Outubro de 2012 iniciaremos o curso Master – nível intermediário dos cursos de Formação em Programação Neurolinguística, com encerramento previsto para abril/2013. Acontecerá todas as segundas-feiras à noite, das 19:30h às 22:30h, sob a condução do Dr. Nelson Spritzer, na sede do Grupo Dolphin, em Porto Alegre. Saiba mais sobre o curso aqui.

    Em 09 de Outubro de 2012 iniciaremos o curso Practitioner – nível inicial dos cursos de Formação em Programação Neurolinguística, com encerramento previsto para abril/2013. Acontecerá todas as terças-feiras, à noite, das 19:30h às 22:30h, sob a condução do Dr. Nelson Spritzer, na sede da Dolphin, em Porto Alegre. Saiba mais sobre o curso aqui.


  • 27 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Última Parte

    A subida para Manerú foi de assustar. Tinham nos dito que esta seria a parte mais fácil da nossa jornada. Foi bem diferente. Subidas bem íngremes se sucederam logo no início e assim foi toda a manhã. Quando alcançamos Cirauqui já estávamos cansados como se fora de um dia inteiro de caminhada e ainda faltava muito. O vilarejo, deserto como de praxe, exibia as casinhas bonitas, com flores nas janelas e nem uma viva alma, com raras exceções, para nos provar que ali alguém existia. Fomos almoçar em Lorca, a quase meio caminho entre nossa partida e nosso objetivo. Leia Mais


  • 26 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 6

    A Ermida de Eunate, a caminho de Puente La Reina, construída pelos Templários reservava uma história a parte. Apesar do extremo cansaço que tomava conta de todos, ficamos pasmos com a energia do lugar. Sim, a palavra energia é a única possível já que a construção era singela, uma pequena igrejinha de forma poligonal com uma pequena cúpula redonda sobre ela. A arquitetura era típica dos Templários (estavam presentes os traços da “geometria sagrada”), aqueles “cavalheiros dos mantos brancos” que surgiram nas cruzadas e se notabilizaram por devotarem suas vidas à proteção dos lugares sagrados do cristianismo tanto na Terra Santa como nos caminhos dos peregrinos em todos os lugares. Não tardaram a se tornarem uma elite de monges guerreiros temidos e reconhecidos por sua bravura, integridade e correção. Leia Mais


  • 25 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 5

    Saímos cedo de Pamplona. Um dia resplandecente. Temperatura agradável ao redor dos 20 graus. A esta altura nosso corpo mostrava sinais de estar adaptado à estranha rotina de caminhar cerca de 30 km/dia. A passos firmes seguimos para a saída da cidade e logo percebemos o desafio a nossa frente: o temido Alto Del Perdon. Um morro distante uns 4 quilômetros da cidade com uns 800 metros de altura acima do nível do mar. À distância, parecia ainda mais alto e imponente. Sobre sua silhueta destacavam-se enormes pás giratórias dos geradores de energia eólica. Parecíamos como Dom Quixotes (ou Sanchos Pança), preparados para enfrentar os “monstros” dos cata-ventos com nossos cajados como lanças metafóricas… Leia Mais


  • 24 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 4

    Ao sairmos de Zubiri, abaixo de chuva, a preocupação era com os pés. Pés molhados = bolhas e bolhas = fim do Caminho. Muitos como eu caminhavam de tênis que, diga-se de passagem, é muito melhor para caminhar longos caminhos do que botas. As botas só tem uma vantagem sobre os tênis: quando chove… Leia Mais


  • 23 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 3

    Chegando a Zubiri, após extenuantes 30 km de caminhada ao sol em terreno hostil, para dizer o mínimo, fui um dos primeiros a chegar a Zubiri. Eram ao redor das 16 horas. O resto do grupo chegaria ao redor das 17 horas ou mais. É que eu havia vindo com o pelotão dos “ligeirinhos”, os da frente, os com pressa. Destes, pelo menos um deixaria de caminhar por lesão ligamentar no joelho… Leia Mais


  • 20 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 2

    O Caminho para Santiago da Compostela já nos envolvia e de uma forma peculiar nos transformava. O nome Peregrinos, o cajado na mão batendo ao solo na nossa frente como que guiando nossos passos firmes no chão, a Vieira (concha dos peregrinos) com a marca dos Templários amarrada na nossa mochila às costas, o lugar, a paisagem, os outros peregrinos no caminho. Tudo era motivo de uma mudança de perspectiva. Um convite à introspecção, ao refletir sobre a nossa condição, sobre a vida, sobre Deus, sobre tudo… Leia Mais


  • 05 Out

    Um Caminho Diferente 2010 – Parte 1

    Éramos um grupo de 24 peregrinos. Esse é o nome que se leva quando se propõe a caminhar o Caminho de Santiago da Compostela, na Espanha. Organizei um grupo de amigos, alunos, clientes e agregados para uma nova aventura. Já fizemos muitas outras aventuras por muitos lugares do mundo. Sempre em busca de conhecimento e crescimento com muita diversão. Pois desta vez parecia que a coisa seria diferente. E foi. Leia Mais